Samba nº 15

Compositores: ARTUR DAS FERRAGENS , SÉRGIO LOROZA, TARCÍSIO SILVA, ALESSANDRO LANZA ARAKEN, PEDRO OLIVEIRA LEPIANE, KAOMA W. MOTTA E MÁRCIO B. DANIEL

Intérprete: Zé Paulo Sierra

De laraiás, batuquês e cavaquinhos
Devagar, devagarinho
O sol desperta lá na Vila
Bate a enxada iaiá, suor que escorre acolá
Vento batuca o rosto e chama pra versar
Bem me ensinaram
O que cabe num partido, sentimento desmedido
Que esconde o coração
Ê paixão, ê liberdade
Só convida a noite quem não teme o fim da tarde!

Destino é curva, ladrilhada na calçada
Rabiscado na sacada de uma casa de bamba
Foi no azul do Boulevard
Que a inspiração achou seu lar
O nosso samba é tão bom cantarolar

Festa de Angola nas ruas: Kizomba
Quem leva a história é Luanda
Nos ilês e nas vielas
Guerreiro Quimbundo não foge à luta
Poesia sem censura que escuta as favelas
Quando o canto forte de palmares
Corre terra, céus e mares
Pra fazer coroação
Poeta da Vila o morro desce a te eternizar
És nosso espelho pela vida inteira
Martinho José Ferreira
Na ginga do semba ôô
Ou no simples laralaiá
A festa é na raça, o povo te abraça
E deixa a tristeza pra lá!

Tem partido alto no tambor da swingueira
Nos becos do pau da bandeira, nos Macacos e no Boulevard
Feliz da Vila sou Martinho na avenida
Canta canta minha gente, salve a terra de Noel
Feliz da vida Rei Martinho na avenida
Canta forte, canta alto, minha Vila Isabel!