Samba nº 11

Compositores: KLEBER CASSINO, MANO 10, SERGINHO 20, SILVIO SÉRGIO, ANDRÉ OSORIO, ROGÉRIO ALMEIDA E BRUNO ARTILHEIRO
Intérprete: TUNINHO JUNIOR

Vibra feliz da vida, Vila!
Comunidade é paixão ao pavilhão
O nome que reluz a nossa história tem o sangue de Angola
É raiz do nosso chão
Abrindo caminhos seguindo com fé
Ganhou de Zambi proteção e muito axé
Em Duas Barras o pequeno Zé crescia
Correndo solto pelos grandes cafezais
No olhar de Vó Procópia afeto e devoção
Família é respeito e união
Partiu do alto, para o Rio de Janeiro
Nos Pretos-Forros cantou samba-de-terreiro
Sargento de conduta exemplar
Devagar fez poesias e brindou no Boulevard

Se apaixonou o partideiro menestrel
Pelos encantos branco e azul da nossa amada Vila Isabel
É a comunhão do samba sob as bênçãos de Noel

África! Brilha a lua de Luanda me recordo da Kizomba
Um grito forte “Valeu Zumbi”
Lutando contra a desigualdade, a censura e as maldades, resistência lá e aqui
O canto livre de sembas e batuques ancestrais
Embaixador dos nossos ideais
Entrelaçando as duas bandeiras
Ao renascer as ilusões na quarta feira
São mil Martinhos, de tantas histórias
De muitos amores, gratas memórias
Da fazenda, da favela, da boemia, do concerto negro da Lusofonia

É o canto da escola que incendeia o coração
Canta o morro e o asfalto em forma de gratidão
Canta forte canta alto com amor e carinho
Coroando o Rei Negro nosso Mestre Martinho