Samba nº 08

Compositores: YANICK MAZONNI

Intérprete: Yanick Mazonni e Digão

Filho de Zambi, Axé…
Vou cantarolar a sua história
No azul e branco dos meus versos
Chora com razão minha viola…
Vim pra curar-te nego
Ser tua menina, te dar meu amor
Vem nos braços do povo
No alto do morro ser nosso griô…
Corre na veia sangue de Angola
Ancestral…
Destino traçado, origens da roça
Inspiração…
Desponta no cenário musical
A luz do poeta à brilhar no festival

Senhor partideiro
Grande versador (ô ô ô)
Traduz em acordes a sua missão (lalaiá)
É negro de Fé
Tem magia o tambor
De tantas cabrochas, uma só paixão


Ecoa sobre nós
O grito forte dos Palmares
Africanidade
A ”arte e a bravura” desse chão
O tom da sua voz
Emana identidade, é um convite à liberdade
Dedo na ferida, livres ideais
Resistir ao opressor
A “força da cultura”
Quebrando os grilhões
Faz “renascer das cinzas” os corações
Pra sorrir, cantar, sambar, no Boulevard
A noite inteira…
Na sua vida igualdade não tem cor
Bota água no feijão que chegou
Martinho José Ferreira

Se é pra sambar entra na roda
Vem exaltar o menestrel
Na minha casa todo mundo é bamba
Todo mundo samba no quilombo de Isabel
Eu sou a Vila e vou fazer Kizomba
É festa da raça no terreiro de Noel